Páginas

Relógio Digital

Meme

Meme
Blog do Meme

sábado, 29 de outubro de 2011

Garoto de 8 anos, morre em Sobral e a família acusa médico de negligência


19santa_casa
A morte de uma criança de 8 anos, do sexo masculino, moradora da zona rural de Sobral, deixou intrigada a direção da Santa Casa de Misericórdia do Município, e consternada a mãe da criança que acusa o médico que atendeu seu filho de iniciais D. V. F. de ter sido negligente.
Com fortes dores no corpo, principalmente nas pernas, segundo a mãe, a criança chegou ao hospital na noite de segunda-feira, (24), e por volta das 20h, foi encaminhada a um dos setores do hospital, onde ficou internada até a 7h do dia seguinte. A assessoria jurídica da Santa Casa já se manifestou, orientando a família, a reclamar junto à ouvidoria do hospital, para que a reclamação tenha efeito jurídico.

Aparentando está com a saúde perfeita, o médico Manoel Guedes Nobre, que fez o pronto atendimento a D. V. atestou alta. A mãe da criança, no retorno para casa, que fica na região do distrito de Aracatiaçu, distante 60km da sede, notou que a fisionomia do seu filho estava mudando. Ao chegar à casa de uma amiga, na localidade de Iracema, a criança veio a óbito.

No programa radiofônico, Tribuna e Plenário, na Rádio Tupinambá, a mãe de D. V. F. não se conformava com a morte do filho e pedia justiça para o caso. “O meu filho morreu nos meus braços, quando eu trazia de volta para casa, orientada pela Santa Casa, que deu alta dizendo que meu filho não tinha nada, e que eu estava inventando a doença”, disse a mãe do garoto de 8 anos. O presidente da Câmara, João Alberto, colocou a Câmara de Vereadores a disposição da família do garoto. “Vamos atender essa mãe no que for preciso para ajudar a esclarecer a morte dele”. Disse João Alberto.

O secretário de saúde do município, Carlos Hilton, está em Brasília, e por telefone, participou do programa, se colocando a disposição para este caso não fique na impunidade. Carlos Hilton adiantou que ao tomar conhecimento da morte, solicitou a mãe da criança que liberasse o corpo para que fosse encaminhado para O Serviço de Verificação de Óbito (S.V.O.), em Fortaleza, mas que a mãe se recusou. Segundo relato da mãe o seu filho estava com meningite. O secretário Carlos Hilton acredita que não, e não quis entrar em detalhes sobre o que teria ocasionado a morte do garoto de 8 anos.
O sepultamento da criança aconteceu na manhã de quarta-feira (26), no cemitério da localidade onde morava.
FONTE: Jornal O Circular

Nenhum comentário:

Postar um comentário